web analytics

Guerra Espacial em andamento? Satélite russo reentra sobre a Nova Zelândia

Tempo de leitura: 2 minutos
Guerra Espacial em andamento? Satélite russo reentra sobre a Nova Zelândia

Teria sido um OVNI, lixo espacial, um meteoro, um avião em chamas?

De acordo com um especialista local, o objeto visto voando pelo céu na noite de sábado (5) foi provavelmente o que restou de um satélite russo – e há uma chance, pequena, de que um pequeno pedaço possa estar no quintal de alguém.

Milhares de neozelandeses, de Whangarei a Nelson, rapidamente foram para as redes sociais para postar fotos e vídeos do objeto brilhante que riscou o céu crepuscular, e depois desapareceu.

Tem havido muita especulação desde então sobre o que era o objeto – e o que aconteceu com ele uma vez que desapareceu de vista – mas, de acordo com um especialista, era quase certamente os restos de um satélite de defesa antimísseis russo fora de controle.

O cosmólogo teórico Richard Easther, chefe de física da Universidade de Auckland, disse que estava 99% certo de que era o satélite russo Kosmos 2430 – e que os russos pareciam ter perdido o controle sobre ele.

Ele disse que este foi um dos vários satélites enviados à órbita da Terra pela Rússia para proteger contra ataques de mísseis, principalmente pelos Estados Unidos.

Os Estados Unidos possuem uma constelação similar de satélites.

Easther disse que é muito provável que qualquer resíduo do satélite de quase duas toneladas que sobreviveu ao calor intenso de seu mergulho na atmosfera tenha caído no mar.

Era concebível, no entanto, que detritos como grandes pedaços de vidro ou metal queimado tivessem caído no quintal de alguém.

No caso [remoto] … que você descobre algum ‘lixo espacial’, algumas naves espaciais têm pequenos motores de manobra que usam propelentes tóxicos, então qualquer coisa que se pareça com uma garrafa de gás ou tanque deveria ser tratada com cautela.

Mas pedaços de metal quase certamente são seguros, além das bordas afiadas.

Perguntado se havia alguma obrigação de relatar tais descobertas, ele disse:

Acho que a brigada de incêndio seria sua primeira ligação; eles também lidam com riscos químicos.

Asther disse que o Kosmos 2430 estava passando pela Nova Zelândia na hora do objeto brilhante na noite passada. A prova de que esta foi a causa está no fato de que os observadores celestes reportaram sua ausência.

Se tivesse sido uma descida controlada, teria sido manobrado para mergulhar no Oceano Antártico.

O fato de sua reentrada ter ocorrido sobre a Nova Zelândia implica que “os russos perderam o controle”.

(Fonte)


Veja abaixo dois vídeos da reentrada do satélite russo:

Quanto a este incidente, já que o especialista acredita que o satélite retornou à Terra de forma descontrolada, devemos lembrar que possivelmente há uma guerra ocorrendo acima de nossas cabeças.

Em 14 de junho de 2017, um estranho satélite se aproximou da Estação Espacial internacional, e até agora não se sabe (na verdade eles sabem, mas não informaram) a quem pertencia o satélite.

Já, em agosto do ano passado, os Estados Unidos informou que havia um satélite russo se comportando de forma estranha.

Mas essas não foram as únicas ocorrências de atividades estranhas no espaço. Há muitas outras que, se reportadas aqui, tornariam este artigo muito longo.

Contudo, há uma grande possibilidade de que este satélite russo possa ter sido abatido por alguém, pois, como já foi comunicado pela comunidade de inteligência dos EUA, uma guerra na órbita da Terra já pode ter começado, e certamente esta é a razão principal para Trump ter oficializado sua Força Espacial.

A questão que fica no ar – neste caso no espaço – é quem está brigando com quem?

n3m3