web analytics

Explicação oficial da luz azul que inundou o céu de Nova Iorque é contestada

Tempo de leitura: 4 minutos

Ontem, foi publicado aqui no OH um artigo a respeito de uma “misteriosa” luz azul que inundou o céu de Nova Iorque na noite anterior. O evento foi tão impressionante que muitas pessoas até acharam que se tratava de uma invasão alienígena.

Porém, logo depois do incidente, veio a explicação oficial dizendo que um transformador numa central elétrica havia entrado em curto, consequentemente explodindo e causando o memorável espetáculo.

Contudo, se você sempre fica com um pé atrás quanto as explicações de autoridades sobre eventos como este, aqui está uma explicação alternativa interessante que foi publicada no site whatdoesitmean.com, a qual é, no mínimo, sensacional: 

Explicação oficial da luz azul que inundou o céu de Nova Iorque é contestada

Olá Pessoal,

Algumas semanas depois que Donald Trump venceu sua eleição presidencial em novembro de 2016, as “Irmãs” me instruíram a começar um novo arquivo de documento e nomeá-lo “Now It Begins” (Agora Começa) – cujo primeiro item foi publicado em 13 de dezembro de 2016, publicado logo depois que Trump foi eleito, o qual informou que uma organização de físicos chamaram o antigo laboratório de Nova Iorque do inventor Nikola Tesla de local histórico nacional – uma estranha coincidência ficou mais clara ao entender que Trump é o primeiro presidente americano a ter conhecimento íntimo e secreto envolvendo tudo relacionado a Tesla.

Como o tio de Trump foi a única pessoa do governo dos EUA a ter acesso total às pesquisas de Tesla, é lógico que um dos dispositivos mais importantes que Tesla já construiu seria conhecido por ele, e cujo conhecimento, também, agora é conhecido pelo próprio presidente Trump – e hoje o mundo conhece a Torre Tesla, construída há mais de um século, cujo poder absoluto nunca foi tornado público – mas, em 4 de julho de 1917, começou a ser demolida pela Smiley Steel Company, de Nova Iorque, e que não podia ser vendido como sucata, teve seus “restos mortais” enterrados nas “Ilhas dos Indesejáveis” – que na verdade são a Ilha de Randall Island e a Ilha Wards no East River de Nova Iorque, que por décadas foram o lixão de tudo, desde detritos de construção, a mais de 100.000 corpos indesejados e não reivindicados.

Agora duvido que muitos de vocês já tenham ouvido falar sobre as “Ilhas dos Indesejáveis” onde os destroços da Torre Tesla foram enterrados, mas o mesmo não pode ser dito de milhões de moradores de Nova Iorque que, na noite passada, observaram o céu noturno inteiro sobre esta área irrompem em um ‘azul elétrico brilhante’ durante um evento chamado de ‘fenômenos raros’, que foi tão misterioso e intenso, milhares temeram que estavam testemunhando uma invasão alienígena.

A Torre Tesla foi dita ser capaz de criar seus próprios sistemas climáticos e nuvens enquanto banhava o céu em cores azuis elétricas.

A “história oficial” do que ocorreu nos céus de Nova Iorque na noite passada é que um breve incêndio elétrico envolvendo transformadores irrompeu em uma subestação perto da esquina da 20th Avenue com a 32nd Street, logo após as 21h – um local bizarro a ser mencionado, pois a 20h Avenue e a 32nd Street não se conectam ou se cruzam, mas ficam dentro da área da 20th Avenue e 31th Street, onde começa a linha da propriedade para uma enorme instalação elétrica da Con Edison (companhia fornecedora de eletricidade) que se estende até o East River e fica do outro lado do rio das “Ilhas dos Indesejáveis”.

Você deve notar também que, embora a Con Edison tenha dito que as ‘nuvens de fumaça’ causadas por este evento foram devidas a um incêndio, o Departamento de Polícia de Nova Iorque, no entanto, twitou um pouco mais de duas horas depois do ocorrido: “Ninguém ferido, sem incêndio, sem evidência de atividade extraterrestre ”.

Confirmando que o incidente em #Astoria foi o resultado de uma explosão de transformador…

Por mais que você goste da explicação (e encorajo a todos vocês a fazerem isso), não existe nenhum registro de uma “explosão” de transformadores que tenha causado um incidente como esse em qualquer grande cidade do mundo onde todo o seu céu estivesse banhado em azul elétrico. luz – mas qualquer um que conheça as obras e invenções de Tesla, não teria ficado surpreso com o ocorrido – pois Tesla era notório por experimentar suas invenções em desrespeito ao público – como um dia quando ele tirou do bolso sua “máquina de terremoto” e quase derrubou um prédio da cidade de Nova Iorque – e exemplos de pequenas invenções mais importantes de Tesla que, sem dúvida, poderiam muito bem ter sido enterradas nas “Ilhas dos Indesejáveis” – e que “alguém” foi agora desenterrar.

Eu acredito no princípio científico de “se isto anda como um pato, soa como um pato e voa como pato – é um pato”, e a regra científica da Navalha de Occam diz que “a mais simples das teorias concorrentes é preferida à mais complexa ”- e quando combinado com o conhecimento do cientista britânico Rupert Sheldrake, Ph.D. e sua pesquisa inovadora em Ressonância Morfica e Campos Mórficos – o que ocorreu em Nova Iorque na noite passada, quando seus céus foram banhados em azul elétrico, tem a assinatura de Nikola Tesla por toda parte – e é uma crença apoiada por dezenas de milhares de nova-iorquinos cuja primeira reação instintiva a ver esse evento misterioso foi acreditar que envolvia alienígenas.

O porquê dessas dezenas de milhares de nova-iorquinos terem como primeiro instinto que este evento banhando seus céus noturnos de uma cor azul elétrica foi associado a alienígenas, explica o Dr. Sheldrake, é devido a uma antiga memória codificada em nossa combinação e conjuntamente capaz de acessar a memória de campo humana – e que “a ciência moderna” nunca foi capaz de erradicar de qualquer um de nós. Ao invés disso, construíram seu edifício para a doutrinação e a destruição da memória que chamam de sistema educacional.

O principal problema com o sistema educacional da “ciência moderna”, porém, é que ela só é capaz de trabalhar em indivíduos – convencendo as pessoas de que o que elas vêem e ouvem não é verdade, e obliterando completamente seu bom senso – mas isso não funciona de forma alguma no nosso antigo campo de memória.

Um exemplo disso são as “férias” que você goza – a “ciência moderna” e o sistema educacional o convenceram de que é um período prolongado de recreação, especialmente um que é gozado longe de casa ou viajando – mas em nosso campo de memória humana é conhecido como uma “peregrinação” – que é uma jornada, especialmente longa, feita para algum lugar sagrado, como um ato de devoção religiosa, e temos feito isto desde nossos dias mais antigos…

Tudo de bom, pessoal

Brian

Webmaster

Paris – França

(Fonte)


Por mais impossível que a explicação de Brian seja, devo admitir que nunca vi uma explosão de transformadores causar tal resultado, por maior que tenha sido. Mesmo se ele estiver errado em sua presunção, quem pode realmente acreditar nas explicações oficiais de tais eventos espantosos?

A história oficial parece mesmo ter sido mal contada.

n3m3

Termos recém pesquisados por leitores: