web analytics

Reino Unido envia caças atrás de “aeronave não identificada” (ATUALIZADO)

Tempo de leitura: 2 minutos

(ATUALIZAÇÃO AO FINAL DO ARTIGO) Com as tensões aumentando em todo o mundo devido as ameaças de guerra iminente, em 10 de dezembro o Reino Unido passou por um incidente que colocou sua Forcá Aérea em alerta, mas só agora a notícia chegou à mídia:

Reino Unido envia caças atrás de "aeronave não identificada"

Typhoons da Real Força Aérea foram despachados em resposta a ‘aeronaves não identificadas’ que se aproximavam do espaço aéreo do Reino Unido. 

Os caças decolaram da RAF Lossiemouth na segunda-feira (10) carregando o último míssil ar-ar Meteor pela primeira vez, disse o Ministério da Defesa (MoD). 

A missão de “alerta de reação rápida” foi realizada como uma “medida de precaução”, acrescentou.

 Nenhuma interceptação ocorreu e os jatos retornaram mais tarde à base em Moray, no nordeste da Escócia. 

O Ministério da Defesa não confirmou mais detalhes sobre a aeronave não identificada. 

O Meteor, que pode voar em qualquer clima, foi desenvolvido por uma parceria européia de seis nações liderada pelo Reino Unido, criando 430 empregos em todo o país.

 O MoD disse que transportar os mísseis Meteor foi o “culminar de muitos anos de pesquisa, desenvolvimento e testes para colocar esta arma avançada em serviço nas aeronaves da linha de frente”. 

“A introdução do Meteor traz uma nova e inovadora capacidade de longo alcance e aprimora ainda mais o arsenal do Typhoon,” acrescentou.

 O secretário de Defesa, Gavin Williamson, disse que o míssil “proporcionará uma intimidação implacável para aqueles que desejam prejudicar o Reino Unido e nossas forças armadas”. 

Ele acrescentou: “Este sistema de mísseis mais recentes demonstra o próximo capítulo do Typhoon, que vai ver o jato evoluir sua capacidade de visar e destruir qualquer ameaça no ar a grandes distâncias.”

(Fonte)


Engraçado como o assunto da reportagem mudou de foto repentinamente. Por que não deram mais detalhes sobre as supostas aeronaves que estavam invadindo o espaço aéreo do Reino Unido?  Seriam os russos tentando medir forças com o britânicos, ou talvez naves com tecnologia muito superiores a qualquer geringonça humana?

ATUALIZAÇÃO: Navegando por outro site, encontrei mais alguns detalhes sobre o incidente…

Algo estranho aconteceu em Hull, na Inglaterra, esta semana. Ou, pelo menos, parece que algo estranho aconteceu. Na tarde de segunda-feira, 10 de novembro dezembro, moradores da área de Preston Road, em Hull, no leste de Yorkshire, avistaram o que parecia ser uma aeronave de aparência estranha nos céus e entraram nas redes sociais para perguntar se alguém sabia de alguma coisa.

A aeronave foi descrita como tendo um “corpo curto, sem nariz ou cauda e asas enormes” e foi reportada como pairando silenciosamente e ainda antes de se afastar a uma alta velocidade.

 Soa familiar?

Deveria, para quem já leu um único relatório de observação de OVNIs…

Seja qual for o objeto aerotransportado, parece ter atraído a atenção da Royal Air Force em grande escala. De acordo com o Ministério da Defesa do Reino Unido, uma missão de ‘Alerta de Reação Rápida’ (QRA, sigla em inglês) foi realizada na tarde de segunda-feira pela aeronave RAF Typhoon em torno do mesmo tempo que o avistamento relatado.

É aí que as coisas ficam confusas, no entanto; o MoD alega que os Typhoons foram enviados da base Lossiemouth na Escócia para interceptar uma “aeronave não identificada” que não era a mesma avistada sobre Hull.

(Fonte)

Como sempre, informações vindas dos governos são sempre conflitantes.

n3m3