web analytics

Exoplaneta mais escuro do que asfalto é descoberto por astrônomos

Tempo de leitura: 1 minuto
exoplaneta mais escuro do que asfalto

Credito: NASA, ESA, and G. Bacon (STScI)

Um mundo do tipo “Júpiter quente”, situado a 1.400 anos-luz de distância, reflete tão pouca luz, que parece ser da cor preta.

Conhecido como WASP-12b, este exoplaneta distante tem um raio duas vezes maior que o de Júpiter e orbita sua estrela-mãe tão de perto, que um ano equivale a apenas 24 horas aqui na Terra.

Usando o  Space Telescope Imaging Spectrograph (STIS) no Telescópio Espacial Hubble, os astrônomos revelaram outra propriedade surpreendente deste planeta – um albedo de 0,064.

Isso significa que ele reflete quase nenhuma luz e parece quase totalmente preto.

O principal motivo disso, acreditam os cientistas, é a temperatura extrema da sua atmosfera, que impede a formação de nuvens e pode até fragmentar moléculas de hidrogênio em hidrogênio atômico.

Sua atmosfera é tão quente, que ele age mais como uma estrela de baixa massa do que um planeta.

Oo autor principal do estudo, Taylor Bell, disse:

Há outros “Júpiters” quentes que foram encontrados para ser notavelmente pretos, mas eles são muito mais frios que o WASP-12b.

Para esses planetas, sugere-se que coisas como nuvens e metais alcalinos sejam o motivo da absorção de luz, mas isso não funciona para oWASP-12b, porque ele é tão incrivelmente quente.

(Fonte)

Às vezes temos a impressão que, embora tenhamos bilhões e mais bilhões de planetas em nossa galáxia, nenhum é igual ao outro. Basta olhar em nosso sistema solar, onde não há sequer uma duplicada de planeta.

n3m3