web analytics

Há trilhões de civilizações alienígenas lá fora, diz novo estudo

Tempo de leitura: 2 minutos

Uma imagem colorida do espaço profundo, capturada pelo Telescópio Espacial Hubble, liberada pela NASA em 3 de junho de 2014.  Ela mostra uma pequena porção do céu, contendo 10.000 galáxias, cada uma constituída de bilhões de estrelas.  Crédito: REUTERS/NASA/ESA/

A possibilidade de não estarmos sós no Universo ganhou ainda mais credibilidade, graças a um novo estudo que coincide com as recentes descobertas planetárias da NASA. A pesquisa, publicada no periódico Astrobiology na semana passada, sugere que mais planetas do que anteriormente imaginados na nossa galáxia – a Via Láctea – podem abrigar civilizações avançadas.

Os co-autores do estudo, Adam Frank e Woodruff Sullivan, olharam às recentes descobertas de exoplanetas potencialmente habitáveis e consideraram as chances de civilizações avançadas existirem neles no passado ou no presente.

Frank, um professor de física e astronomia da Universidade Rochester escreveu ao The Huffington Post num e-mail:

O que demonstramos foi o “piso” da probabilidade para uma civilização se formar num planeta escolhido aleatoriamente. Se formos a única civilização na história cósmica, então aquilo que calculamos é a probabilidade verdadeira que a natureza apresenta.  Mas se a probabilidade for maior do que esse piso, então civilizações já ocorreram anteriormente.

Frank diz que o número potencial de planetas orbitando suas estrelas dentro da zona habitável é incrível. Ele escreveu:

Mesmo se você for muito pessimista e pensar que teria que procurar por 100 bilhões de planetas (em zonas habitáveis) antes de encontrar um onde a civilização desenvolveu, então há ainda um trilhão de civilizações ao longo da história cósmica!

Quando penso sobre isso, minha mente fica atordoada – mesmo se há somente uma em 100 bilhões de chances da evolução criar exo-civilizações, o Universo ainda fez tantas delas que estamos inundados por histórias além da nossa…

 


Como bem disse o astrônomo Seth Shostak, do Instituto SETI (Procura pela Inteligência Extraterrestres):

Com todos os ‘bens imobiliários’ apropriados lá fora, se formos o único lugar com vida inteligente, então realmente ganhamos na ‘mãe de todas as loterias’.

Já mencionei aqui antes, e menciono novamente: A probabilidade de estarmos sós neste imenso Universo é mais impossível do que o contrário. 

n3m3

Fonte