web analytics

Vaticano é acusado de estar escondendo uma máquina do tempo

Tempo de leitura: 1 minuto

O Vaticano já foi acusado de esconder muitas coisas. Agora ele está sendo acusado de esconder uma máquina do tempo.  A máquina em questão é chamada de “Cronovisor” e foi construída em 1950 por um monge beneditino chamado Padre Marcello Pellegrino Maria Ernetti.

Padre Ernetti declarou ter assistido Cristo morrer na cruz, e também visto um peça anteriormente desconhecida pelo dramaturgo romano Quintus Ennius.

A suposta existência do cronovisor causou uma série de teorias da conspiração, tal como a de que o aparelho foi confiscado e realmente usado pelo Vaticano, ou por aqueles que secretamente controla os governos e suas economias ao redor do mundo.

Ernetti morreu em 1994 sem revelar o segredo do cronovisor, mas o jornalista paranormal John Chambers diz que evidências estão acumulando de que a Igreja Católica está escondendo um modelo funcional do resto do mundo, supostamente para mantê-lo afastada das mãos de pessoas malignas.

Veja abaixo um vídeo documentário sobre o suposto aparelho (Para instruções de como ativar a legenda em português, embora esta não seja precisa, clique aqui):

n3m3

Fonte