web analytics

Resultado dos testes no Agroglifo de Prudentópolis

Tempo de leitura: 1 minuto

agroglifo-prudentopolis-vista-aereaAdemar Gevaerd, editor da Revista Ufo, publicou a seguinte informação em sua página no Facebook sobre o que foi descoberto a respeito do agroglifo de Prudentópolis:

AGROGLIFO DE PRUDENTÓPOLIS: AS DESCOBERTAS QUE FALTAVAM

Amigos, eis o comunicado prometido sobre o agroglifo de Prudentópolis, descoberto no dia 27 de setembro e investigado pela Revista UFO no dia 28, conforme postado aqui hoje cedo. Para se situarem na questão, vejam estes links e prossigam.

AGROGLIFO DE PRUDENTÓPOLIS: AS DESCOBERTAS QUE FALTAVAM

AGROGLIFO DE PRUDENTÓPOLIS: AS DESCOBERTAS QUE FALTAVAMAmigos, eis o comunicado prometido sobre o agroglifo de Prudentópolis, descoberto no dia 27 de setembro e investigado pela Revista UFO no dia 28, conforme postado aqui hoje cedo. Para se situarem na questão, vejam estes links e prossigam.Veja relatório: www.ufo.com.br/public/relatorio.pdfVeja laudo: www.ufo.com.br/public/laudo.pdf Veja vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=78-Iua4Du6c Os links a que me referi na gravação que acompanha esta postagem, partindo do engenheiro agrônomo Douglas Albrecht e do professor doutor Fernando Araújo Moreira, estão a seguir. Leia-os com atenção.Relatório fotográfico de Douglas Albrecht: www.ufo.com.br/public/relatorio_fotografico.pdf Relatório do solo de Douglas Albrecht: www.ufo.com.br/public/relatorio_do_solo.pdfRelatório microbiológico de Fernando Moreira: www.ufo.com.br/public/relatorio_microbiologico.pdf Estes documentos apresentam evidências de que o agroglifo de Prudentópolis não é um fenômeno natural, mas causado por uma ação extraordinária que não pode ser reproduzida.Em bom português, o agroglifo de Prudentópolis não tem origem humana. E se está lá, concretamente, e não é humano, quem poderia tê-lo produzido? Cada um que tire sua conclusão.Abraços, Gevaerd

Gepostet von Revista UFO am Dienstag, 11. Oktober 2016

Se você não acompanhou a respeito do aparecimento deste agroglifo, clique aqui para mais informações.

n3m3

Termos recém pesquisados por leitores: