web analytics

Suposto cadáver de sereia é encontrado em praia da Inglaterra

Tempo de leitura: 2 minutos

Autêntico cadáver de sereia, restos de uma foca ou uma farsa? (Já sabemos a resposta, mas como está na web, fica aqui o registro)

Um homem no Reino Unido alega ter encontrado a evidência que todos estamos procurando – um cadáver de sereia em decomposição.

Paul Jones filmou um vídeo e tirou fotos desta criatura estranha, enquanto caminhava ao longo de uma praia deserta em Norfolk, na Inglaterra. Ele imediatamente disponibilizou as imagens nas redes sociais e dezenas de milhares de pessoas chocadas pela sua descoberta decidiram espalhar a notícia.

“Hoje, na Great Yarmouth, encontramos o que parece ser uma sereia morta que apareceu na praia”, Paul escreveu em seu post inicial.

Suposto cadáver de sereia é encontrado em praia da Inglaterra 1

O suposto cadáver de sereia possui características humanas. Seu corpo em decomposição ainda reflete o que parecem ser membros superiores, uma cauda de peixe, e uma cabeça similar à humana.

Após publicar as fotos online, muitos leitores especularam sobre a origem do cadáver. Enquanto alguns estavam convencidos de sua autenticidade, outros diziam que poderia ser o corpo de uma foca morta… mas uma foca muito estranha, se me perguntarem.

Outros apontavam para as muitas farsas de sereia na Internet, e decidiram que tais evidências fotográficas não são mais do que elaboradas peças pregadas por alguns artistas.

Suposto cadáver de sereia é encontrado em praia da Inglaterra 2

Os leitores estão agora divididos em dois grupos: aqueles que consideram real o suposto cadáver de sereia, e aqueles que acreditam que não seja nada mais do que uma foca morta. Estas últimas presunções são devido ao fato que uma considerável colônia de focas cinzas tornaram a costa leste da Inglaterra seu lar.  Ah, e não vamos esquecer os que dizem que se trata de uma farsa.

Nota: A teoria do símio aquático propõem que os antecessores evolucionários dos humanos modernos passaram por uma série de mutações sob as duras mudanças climáticas, as quais os mantiveram num ambiente úmido.  Como resultado, vários pesquisadores propuseram que estes antigos hominídeos poderiam ter se adaptado ao ambiente marinho, assim evoluindo naquilo que hoje conhecemos como sereias.

Veja o vídeo feito pelo cidadão:

https://youtu.be/llDGfKZ5fSk

n3m3

Fonte