web analytics

Estrelas que não deveriam ter desaparecido podem indicar civilizações extraterrestres altamente desenvolvidas

Tempo de leitura: 1 minuto

Arthur C. Clarke foi conhecido por dizer que “qualquer tecnologia suficientemente avançada é indistinguível da magia”.

Se você vivesse no passado e fosse trazido por um viajante do tempo até o presente, você provavelmente viria a tecnologia moderna, tal como os aparelhos sem fio, aeronaves, e até mesmo a luz artificial, como feitiçaria.

Astrônomos da Universidade de Uppsala, na Suécia, aplicam agora o mesmo princípio na procura por civilizações extraterrestres altamente desenvolvida, ou seja, procuram por feitiçaria no céu noturno.

estrelas-que-desaparecem

Eles fazem varredura do céu à procura de estrelas que de repente desapareceram sem explicações.  Uma estrela que desaparece pode indicar a presença de uma tecnologia altamente sofisticada que vai muito além da nossa imaginação.

No começo deste ano uma estrela bizarra foi manchete com alegações por alguns astrônomos de que ela estaria envolvida por uma ‘megaestrutura alienígena”. Essa estrutura seria usada para fornecer energia à civilização altamente desenvolvida.

Até agora, a equipe da Universidade Uppsala analisou 300.000 fontes de luz, e um número de estrelas candidatas já foram selecionadas para maiores investigações.

O que ocorreria se descobríssemos evidências de tecnologias que podem fazer estrelas desaparecerem? Uma civilização extraterrestre que pode fazer aquilo que nos parece ser impossível seria muito mais desenvolvida do que a nossa.

Certamente muitas das pessoas alheias à esta possibilidade ficariam chocadas, mas no final serviria para injetar a humanidade em geral com uma dose de humildade.

 

n3m3

Fonte: humansarefree.com