web analytics

Empresa que trabalha com a NASA quer transformar asteroides em naves espaciais

Tempo de leitura: 2 minutos

asteroide_naveVocê assistiria um programa de TV ou filme que começasse com esse refrão? Você seria voluntário a fazer parte de uma tripulação de uma nave espacial feita de asteroide?

Uma empresa com um nome sugestivo, Made in Space, quer fazer algo parecido com isso. A empresa anunciou planos para transformar asteroides em naves espaciais, e ela tem o apoio da NASA para tornar isso realidade.  Como?  Fãs de ficção científica ‘steampunk‘ amam esta ideia.

O projeto da Made in Space para uma espaçonave asteroide combina a robótica, impressão em 3D e mineração espacial.  O primeiro passo do Projeto RAMA (Reconstituting Asteroids into Mechanical Automata) será enviar uma nave robótica, de nome ‘Seed Craft‘ (Nave Semente) para cuidadosamente selecionar um asteroide que possui o material bruto necessário para construção de uma espaçonave, e do tamanho apropriado para torná-lo numa nave espacial.

Uma vez que a matéria prima seja extraída pela Seed Craft, o passo dois envolve usar o sua avançada impressora 3D abordo, tornando esse material nas peças necessárias para montar equipamentos de propulsão, navegação, armazenagem de combustível, etc.  É aí que o steampunk entra na jogada.

Devido a necessidade gerada pelo tempo e limitação da robótica, os componentes e sistemas do asteroide que se tornam em nave terão que ser simples, possivelmente parecendo com as máquinas mecânicas primitivas, porém efetivas, de Julio Verne e H.G. Wells, que inspiraram os romancistas steampunk, como Philip Pullman e Scott Westerfeld.  O computador poderia ser analógico e o sistema de propulsão poderia ser um projeto da Terceira Lei do Movimento de Newton, envolvendo o lançamento de rochas numa direção, para propelir a nave em outra direção.  E se a rocha espacial tiver gelo, poderá ser usado o vapor.

Uma vez que a nave robótica asteroide for operacional, sua missão será propagar a espécie através da viagem para outra rocha espacial, e repetir o processo.  O resultado final poderia ser uma esquadrilha de asteroides nave indo em direção à Marte, para auxiliar no desenvolvimento de novas colônias.

A NASA gosta desta ideia, ao ponto de investir US$100.000,00 para semear dinheiro na Seed CraftMade in Space fornece a experiência da impressora 3D – ela desenvolveu duas impressoras 3D, atualmente operando na Estação Espacial Internacional.  Essa é a parte mais fácil.  Pousar qualquer coisa num asteroide é um desafio, como a missão Rosetta provou.  E a utilização de recursos no local é viável, mas nunca foi testada.

A transformação de asteroides em autômatos mecânicos está ainda a anos de distância.  Será que irá funcionar?

n3m3

Fonte: mysteriousuniverse.org