Equipes que procuram por ETs são premiadas com US$ 50 milhões

Tempo de leitura: < 1 min.

Sete equipes de pesquisa foram premiadas com aproximadamente US$ 50 milhões para o estudo da evolução e do futuro da vida no Universo.  Cada equipe recebeu aproximadamente US$ 8 milhões.

De acordo com a NASA, as sete equipes se tornarão membros do Instituto de Astrobiologia da NASA, ou NAI (sigla em inglês).  O quartel general do NAI fica no Centro de Pesquisa Ames da NASA em Moffett Field, Califórnia.

Jim Green é o diretor da Divisão de Ciência Planetária da NASA.  Ele disse que as equipes ajudarão a fornecer a especialidade interdiciplinária para ajudar a astrobiologia.  O jipe-sonda Curiosity tem estudado o potencial de habitabilidade de Marte e a missão Kepler tem descoberto novos planetas.

As sete equipes são: Centro de Voo Espacial Goddard da NASA, Centro de Pesquisa Ames da NASA, Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, Instituto SETI, Universidade do Colorado, Universidade da Califórnia em Riverside e a Universidade de Montana.

Os líderes das equipes são, respectivamente, Michael Mumma, Scott Sandford, Isik Kanik, Nathalie Cabrol, Alexis Templeton, Timothy Lyons e Frank Rosenzweig.  A cada equipe foi dada uma tarefa específica.

A missão da equipe de Goddard será aplicada na procura por outros lugares nos planetas próximos que possam abrigar a vida extraterrestre.  A equipe do SETI irá procurar onde a vida alienígena pode ser encontrada e o que pesquisar durante esta procura.  As outras equipes investigarão a química orgânica que foi necessária para criar os organismos e as formas de vida antigas, que vivem em rochas, bem como o quanto de oxigênio foi desenvolvido na atmosfera.

Será que precisa tanto para anunciar oficialmente a existência de vida extraterrestre?

n3m3

Fonte: au.ibtimes.com

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.