Múmia de aparência alienígena é encontrada próximo do “Disco Celeste de Nebra” (ATUALIZADO)

Tempo de leitura: 2 min.

(ATUALIZAÇÃO)

Favor ver mensagem de Fernando Ramos na área de comentários ao final do artigo.

As informações no artigo abaixo não são condizentes com a verdade.

n3m3

——

múmia-alienígenaO site Paranormics relatou que os restos de uma “estranha criatura humanóide”, estimada em 3.000 anos de idade, a qual pensa-se ser um alienígena híbrido, foi encontrada no norte da Alemanha, próxima à localidade onde o Disco Celeste de Nebra, de 3.600 anos, foi encontrado em 2001.

Os pesquisadores descrevem a múmia como tendo “aparência alienígena“, com características humanas e não humanas, tendo de 90 cm a 105 cm de altura, e sem sinais de órgãos genitais.

Essas anomalias teriam disparado uma “intensa investigação” por parte dos pesquisadores alemães.

A importância da localização ter sido próxima ao Disco Celeste de Nebra é que o disco, por si mesmo, é uma anomalia por ser indicativo de que foi criado por alguém que tinha conhecimento da existência das Plêiades, de acordo com o site.

Disco-Celeste-de-Nebra
“Disco Celeste de Nebra”, encontrado no norte da Alemanha em 2001.

O Disco Celeste de Nebra é um disco de bronze azul esverdeado, com símbolos dourados.  Ele é a representação correta mais antiga do céu noturno já encontrado.  A primeira representação do Universo na história humana.  As marcas nele contidas representam o Sol e estrelas, inclusive um agrupamento interpretado como sendo as Plêiades.  Os arcos dourados ao longo dos lados, marcam o ângulo entre os solstícios.

Muitos acreditam que o Disco Celeste de Nebra foi um mapa estelar deixado para trás por um ‘pleiadiano’ que veio até a região norte da Europa há 4000 anos.

Quanto à múmia, de acordo com o site Paranormics, a evidência do seu DNA está sendo retida pelo governo alemão.

O OVNI Hoje está procurando por mais informações a respeito desta notícia, para sua verificação.

n3m3

Fonte das informações: Paranormics

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.