web analytics

Cientista do Massachusetts Institute of Technology pede uma procura mais ampla por vida extraterrestre

Tempo de leitura: 2 minutos
sara_seager

Sara Seager.

Astrobiólogos tipicamente almejam planetas parecidos com a Terra à procura de vida extraterrestre.  Mas uma cientista está incentivando seus colegas a fazer uma procura mais ampla.

Sara Seager, uma astrofísica da MIT, acredita que a estreita procura que está sendo conduzida pelos pesquisadores não conseguirá enxergar muitos dos mundos potencialmente habitáveis.  O ponto de vista de Seager é o seguinte: “Enquanto parece ser natural que almejemos planetas [do tipo] ‘Terra alienígenas’, este foco estreito exclui muitos exoplanetas com potencial de vida, cujas diversidades continuam a espantar os astrônomos“.  A maioria dos esforços atuais pela procura por mundos alienígenas almejam planetas similares à Terra, porque aqueles mundos são mais prováveis de suportar a vida, tal como a conhecemos.  Mas Seager explica que “o número de planetas que seremos capazes de ver em nosso período de vida – e examinar suas atmosferas por sinais de vida – é tão pequeno que somos forçados a manter nossas mentes abertas“.

science_exoplanets

Capa da revista Science, onde foi publicado o artigo de Seager.

Seager acredita que uma abordagem com a mente mais aberta, casada com uma melhor compreensão da habitabilidade de exoplanetas, são essenciais para a procura por vida extraterrestre.  O estudo das atmosferas de mundos potencialmente habitáveis é crucial para que se ganhe uma melhor compreensão dos exoplanetas.  E, felizmente, a NASA está lançando uma nova ferramenta, projetada para fazer exatamente isso.  O Telescópio Espacial James Webb será lançado em 2018 e será capaz de analisar as atmosferas de exoplanetas, bem com procurar por sinais de vida.

As ideias de Seager sobre a habitabilidade de exoplanetas foram recém publicadas num artigo em uma edição especial sobre exoplanetas na revista Science.  Sua esperança é a de que esse artigo “faça com que as pessoas percebam que muitos tipos de mundo poderiam ser habitáveis, e que a nossa chance de encontrar um desses mundos é mais alta quando aceitamos este fato“.

n3m3

Fonte: www.openminds.tv