Planeta é descoberto perambulando pelo espaço a 100 anos-luz da Terra

Tempo de leitura: 2 min.
Imagem meramente ilustrativa do planeta perambulante recém encontrado.

Já havíamos publicado no OVNI Hoje dois artigos relacionados a planetas que perambulam pelo espaço, fora de um sistema solar: https://ovnihoje.com/2012/03/28/planetas-desprovidos-de-estrela-tambem-podem-conter-agua/ e https://ovnihoje.com/2012/10/04/planetas-que-vagueiam-pelo-universo-fora-de-seus-sistemas-solares-podem-tambem-abrigar-a-vida/.

Chega agora a notícia de que astrônomos encontraram um planeta desses (rogue planet em inglês), o qual se encontra a 100 anos-luz daqui.

Recentes descobertas de tais planetas sugerem que eles possam ser comuns.  A proximidade do recém descoberto planeta permitiu aos astrônomos adivinharem sua idade: de 50 a 120 milhões de anos, o que é comparativamente jovem.

O planeta de nome CFBDSIR2149-0403, fara parte de uma artigo que será lançado na publicação Astronomy and Astrophysics.

Há duas hipóteses para a formação desses tipos de planetas: 1) eles coalescem de um disco de poeira e pedaços de rocha, mas depois são ejetados para fora da órbita de sua estrela mãe, ou 2) da mesma forma que estrelas são formadas, mas nunca alcançando a massa necessária para se tornarem estrelas.

A parte complicada é determinar se candidatos a planetas perambulantes contêm tanta massa quanto “estrelas fracassadas”, conhecidas como anãs marrom.

Este pequeno ponto é o planeta perambulante CFBDSIR2149-0403, visto por um telescópio infra-vermelho.

De qualquer forma, os objetos acabam se livrando do campo gravitacional de suas estrelas mãe.  Dado o fato que a maioria dos planetas que conhecemos são encontrados através dos efeitos que exercem na luz de suas estrelas, encontrar planetas perambulantes tem sido difícil.

Uma equipe internacional iniciou uma vasta “caçada” por esses tipos de planetas, usando um telescópio no Havaí. e um Very Large Telescope (VLT) no Chile, encontrando somente um candidato.

O objeto foi descoberto durante uma varredura que cobriu o equivalente a 1.000 vezes a área da Lua cheia“, disse o co-autor do estudo, Eitenne Artigau, da Universidade de Montreal.

Observamos centenas de milhões de estrelas e planetas, mas encontramos somente um planeta perambulante em nossa vizinhança“, complementou Artigau.

A equipe acredita que a temperatura do planeta encontrado seja de aproximadamente 400ºC e sua massa entre quatro e sete vezes a de Júpiter, o que é bem abaixo da massa limite para torná-lo uma estrela marrom anã.

O que ainda está incerto é como o planeta surgiu: sendo o início de uma pequena estrela, ou um planeta ejetado de seu lar.

O co-autor do estudo, Philippe Delorme,do Instituto de Planetologia e Astrofísica de Grenoble, disse que a última opção implica a existência de muitos planetas como este.

Se este pequeno objeto for um planeta que foi ejetado de seu sistema nativo, ele invoca a imagem de mundos órfãos, perambulando na vastidão do espaço“, ele disse.

n3m3

Fonte: www.bbc.co.uk

-------
-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.