O ex-primeiro ministro britânico, Tony Blair, foi informado oficialmente sobre os OVNIs

Tempo de leitura: < 1 min.

Com alguns dos arquivos sobre OVNIs, previamente secretos, sendo liberados no Reino Unido, muitos artigos têm sido publicados na Internet sobre este assunto.

Esse arquivos, os quais totalizam 6.700 páginas, falam, entre outras coisas, a respeito de um informe oficial dentro de um debate sobre OVNIs que ocorreu na Câmara dos Lords em 1979.

E não para por aí.  Em 1996, um colega do então primeiro ministro John Major, perguntou a ele se o governo iria dar início à uma enquete nacional para agregar maiores detalhes sobre os avistamentos de OVNIs.

Mas, um dos fatos mais interessantes liberado nos documentos foi que o ex-primeiro ministro, Tony Blair, recebeu um informe oficial sobre avistamentos de OVNIs.

De acordo com um artigo publicado no site www.digitaljournal.com, esta nova informação poderá mudar a forma com que as pessoas olham este assunto.  Isto é, se o primeiro ministro estava preocupado com OVNIs, então isto significa que eles existem mesmo.

Tony Blair foi informado sobre avistamentos de OVNIs no ano de 1998.  Nick Redfern pediu a Blair para considerar a liberação das informações sobre os OVNIs, para que a população pudesse saber a verdade, mas obviamente isso não ocorreu.

O interessante é que sempre que governos liberam arquivos sobre OVNIs, com raríssimas exceções, como as mencionadas acima, nunca há informações mais aprofundadas sobre os avistamentos, sendo a maioria dos casos liberados relacionados a circunstâncias que podem ser contestadas como provenientes da imaginação humana.

O que não se pode entender é o porquê dos governos se sentirem tão ameaçados ao ponto de tornar esses arquivos banais, os quais podem ter sido fruto de mentes férteis, ultra-secretos, somente os liberando depois de anos.

Das duas uma: ou os governos são paranóicos obcecados pelo poder e controle, ou eles não estão liberando a história por completo.

Se me perguntarem, eu digo que ambas as opções são reais.  Assim, “das duas… as duas”.

n3m3

 

 

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.