Descoberto sistema com menor distância entre dois planetas

Tempo de leitura: < 1 min.
Concepção artística de como poderia ser a vista a partir do planeta rochoso durante a conjunção. Crédito: Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics/David Aguilar.

Cientistas do Centro de Astrofísica Harvard-Smithsonian, em Cambridge, no estado de Massachusetts – EUA, acabam de descobrir um novo sistema composto por dois planetas.

Batizado de Kepler-36, o sistema chamou a atenção dos astrônomos devido a proximidade entre os dois planetas.

Eles estão mais próximos um do outro do que qualquer sistema planetário que já encontramos“, disse Eric Agol, pesquisador da Universidade de Washington.

Os dois planetas orbitam ao redor de uma estrela muito similar ao Sol, contudo muito mais velha.

Kepler-36b, o planeta interno, trata-se de um corpo rochoso com 1,5 vez o raio e 4,5 vezes a massa da Terra. Já Kepler-36c, o  outro planeta, é um astro gasoso com 3,7 vezes o raio e 8 vezes a massa da Terra.

Os dois planetas passam por uma conjunção a cada 97 dias, momento este em que ficam a uma distância 5 vezes menor que a que separa a Terra da Lua.

Os astrônomos estão curiosos para saber os motivos que fizeram com que dois planetas, que têm constituição tão diferente um do outro, acabaram ficando tão próximos.  No nosso sistema solar, os planetas rochosos ficam próximos do Sol, enquanto os gasoso ficam mais distantes. Já no sistema Kepler-36, os dois astros estão bem próximos de sua estrela.

Embora o sistema Kepler-36 seja o primeiro a apresentar tamanha proximidade entre os planetas, pesquisadores acreditam que ele não será o único. A descoberta foi publicada na mais recente edição da revista Science Express.

n3m3

Fonte: revistaepoca.globo.com

Colaboração: Josemir Fortunato, Josemar Mendes

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.