Oxigênio é encontrado em Réia, a segunda maior lua de Saturno

Tempo de leitura: < 1 min.
Réia, lua de Saturno. (Crédito: NASA)

Segunda a sonda Cassini da NASA, a lua Réia, de Saturno, possui uma atmosfera de 70% de oxigênio e 30% de dióxido de carbono.

Esta é a primeira vez que foi verificado diretamente que outro astro possui uma atmosfera de oxigênio diretamente.  Anteriormente outras atmosferas forma detectadas nas luas Europa e Ganimedes, mas apenas a uma longa distância, através do Hubble.

Dessa vez a sonda Cassini pôde realmente “cheirar” a atmosfera de Réia, pois sua camada de oxigênio, que é 5 trilhões de vezes menos densa do que da Terra, é muito fina para ser detectada à distância.

Os cientistas acham que o oxigênio é proveniente do campo magnético de Saturno.  As partículas de estariam sendo quebradas no fluxo entre Réia e o planeta e se “rearranjariam” na forma de moléculas de oxigênio.

De acordo com Ben Teolis, do Southwest Research Institute em San Antonio, estado do Texas -EUA, “os novos resultados, que sugerem uma química complexa e ativa envolvendo o oxigênio, pode ser bem comum através do sistema solar e até mesmo do universo…  Todas as evidências do Cassini indicam que Réia é muito fria e desprovida da água líquida que é necessária para a vida, tal como conhecemos“.

n3m3

Fonte: www.newscientist.com

Colaboração: Fernando Ramos

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.