Planeta que ludibriou telescópio é encontrado

Tempo de leitura: < 1 min.
O telescópio Kepler.

Uma equipe de cientistas informou nesta quinta-feira que acredita ter detectado um planeta localizado a 2,8 mil anos-luz da Terra, entre os dados enviados pelo observatório espacial Kepler.  O planeta estaria localizado na direção do centro da Via Láctea e teria passado despercebido pelo telescópio.

Para encontrar planetas além da Via Láctea, os cientistas usam um método prático: se, ao orbitar, um planeta passa a frente de uma estrela observada pelo Kepler, periodicamente obstruirá uma porção do brilho do astro. Esta diminuição pequena e repetida da luminosidade da estrela indica a presença de um planeta. Os detalhes desse trânsito permitem que os cientistas deduzam as propriedades físicas do sistema e as proporções de raio das órbitas.David Nesvorny, do Instituto de Pesquisa Southwest, em Boulder, no Colorado, lidera a equipe que revisa a enorme quantidade de dados transmitida pelo Kepler, e que encontrou uma divergência que havia passado despercebida pelo telescópio.

Nesvorny e seus colegas acharam nos dados enviados por Kepler a probabilidade de um planeta que o telescópio não tinha assinalado, e inclusive a possibilidade de um outro que ainda não foi visto.

Ficou claro para nós que deve haver um objeto grande e oculto, que influi no planeta que transita“, disse Nesvorny. “Para fazer uma comparação, se um trem de alta velocidade chega a uma estação com duas horas de atraso, sabemos que deve haver uma boa razão para isso“.

A estrela em questão é chamada de KOI-872, e os pesquisadores desconfiam que, além do planeta já descoberto, há outro que orbita o astro a cada 57 dias.

Há também suspeitas de que lá exista um terceiro planeta, com uma massa aproximadamente 1,7 vez maior que a Terra e que orbitaria a mesma estrela a cada 6,8 dias.

n3m3

Fonte: noticias.terra.com.br

Colaboração: Fernando Ramos

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.