A detecção do Bóson de Higgs pode ser anunciada hoje (Atualizado, 13/12/2011 – 13h00min)

Tempo de leitura: 2 min.

Atualização (13/12/2011 – 13h00min):

 

Como havíamos no artigo original, saiu uma nota oficial sobre o Bóson de Higgs.

Os físicos do Centro Europeu de Pesquisas Nucleares (Cern, na sigla em francês) “encurralaram” a partícula conhecida como “bóson de Higgs” – apelidada de “partícula de Deus”, segundo anúncio feito nesta terça-feira (13), em Genebra, na Suíça. Os pesquisadores ressaltam, no entanto, que não há dados suficientes para se confirmar que ela foi “descoberta”.

O “bóson de Higgs” é uma partícula hipotética que seria a primeira partícula com massa a existir após o Big Bang e responsável pela existência de massa em outras partículas do Universo. Para encontrá-la, os cientistas colidem prótons (que ficam no núcleo dos átomos) e procuram entre as partículas que surgem desse impacto.

Para ler o restante do artigo, favor acessar: g1.globo.com

n3m3

Colaboração: OpazoVix

——–

 

(13/12/2011 – 00h:15)

Monitores na sala de controle do CERN, em Genebra, Suíça.

Algo grandioso pode acontecer hoje no CERN, o grande laboratório europeu de física nuclear.

Há um sentimento de empolgação que vem aumentando nos últimos dias, e que neste final de semana foi liberado para a imprensa, na forma de declarações não oficiais de mais de um dos físicos de peso.  O grande dia pode ser hoje, e o grande momento pode ocorrer quando anunciarem os últimos resultados dos instrumentos ATLAS e CMS, que são os dois grandes detectores do CERN, cuja missão é localizar a elusiva partícula chamada de  Bóson de Higgs .

Temos vivido com a teoria de Higgs por pelo menos 50 anos… isto se converteu em nosso Santo Graal“, disse John Ellis, ex-diretor do Departamento de Física Teórica do CERN, na semana passada para a BBC.  “Há uma peça perdida bem no centro do quebra-cabeças da física de partículas.  A temos buscado por três décadas e, por fim, bem embaixo do sofá do CERN, a encontramos“.

Hoje, duas equipes diferentes de pesquisadores divulgarão ao público os resultados das últimas colisões de partículas no interior do grande acelerador.  As duas equipes trabalharam de forma independente, utilizando os dois grandes detectores do centro europeu (o ATLAS e o CMS).  Ambas cruzaram e compararam os dados e tudo aponta ao fato de que anunciarão o primeiro avistamento de um bóson de Higgs, a partícula que encerra o segredo da massa de todas as demais partículas subatômicas que formam o Modelo Padrão da Física de Partículas.

n3m3

Fonte da notícia: www.abc.es

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.