‘Onda de OVNIs’ atinge a cidade de Victoria, na Argentina

Tempo de leitura: 2 min.
Marca ovalado no solo. (Clique na imagem para ampliá-la.)

De acordo como o jornal argentino Diario La Capital (www.lacapital.com.ar), uma ‘onda de OVNIs’ está atraindo pesquisadores de todo o país para a cidade de Victoria.

Estamos passando por uma onda de OVNIs em Victoria,” explicou Andrea Pérez Simondini da Visión OVNI, falando das intensas atividades de OVNIs da última semana, que terminaram com a descoberta de uma ‘marca oval’ em uma área descampada em Laguna del Pescado. Vigília estão sendo planejadas para as próximas semanas.

Uma marca estranha também foi descoberta em uma plantação de trigo há alguns dias, próximo do local onde as vigílias ocorrerão (mostrado na foto, cortesia da Visión OVNI).

Andrea, que é filha da fundadora do Visión OVNI, explicou em entrevista no programa ‘La que se viene’ do canal 8, que uma vigília será realizada no dia 3 de dezembro, devido ao considerável número de luzes relatadas na área nos últimos quinze dias, e para “pedir a abertura dos arquivos de OVNIs na Argentina.

Estamos chamando isto de uma ‘onda’ [de OVNIs], precisamente por causa do que tem acontecido nos últimos 15 dias, que finalizou com a descoberta de uma marca oval (não a típica marca circular), medindo 14 metros de comprimento no descampado da Laguna del Pescado, fato que encaixa com o local onde as luzes foram relatadas durante a noite.  Estamos saturados com nossas investigações e até mesmo tiramos amostras destas marcas“, explicou Andrea.

Andrea adicionou que a intenção não é a de convencer os incrédulos sobre a existência de vida alienígena. “Nós compreendemos os céticos, porque as pessoas que pesquisam o assunto dos OVNIs são pessoas normais cujos interesses vêm das experiências pessoais.  É uma questão de crença, e algumas vezes uma pessoa necessita ver para acreditar.  Não damos ênfase ao fato de convencer as pessoas.  Tentamos fazer uma comunicação verdadeiramente responsável, baseada em evidência científica, na medida do possível,” ela explicou, adicionando que suas experiências pessoais começaram com a sua mãe. “Meu pai trabalhava na indústria petroleira.  Moramos por um longo período em Caleta Olivia, no Sul.  Minha mãe foi a primeira a ver um objeto explodir e se dividir em cinco objetos menores que foram em direção ao mar em plena luz do dia, em 1968.  Este evento foi visto por toda a população de Caleta Olivia…” Andrea disse que muitos anos mais tarde viu um objeto parecido com “um trem de carga voador“.

Ela finalizou dizendo que “por alguns anos agora, a imprensa tem tratado o assunto com maior respeito“.

Veja abaixo o vídeo sobre a marca encontrada próximo de Victoria:

Fonte do vídeo: asimondini

n3m3

Fonte das informações: www.lacapital.com.arinexplicata.blogspot.com

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.