Lua de Júpiter pode abrigar vida

Tempo de leitura: 2 min.
Clique na imagem para ampliá-la.

De acordo com um artigo na revista “Nature”, cientistas do Laboratório de Física Aplicada da Universidade John Hopkins dizem ter achado evidências de um lago gigantesco sob a superfície de Europa, uma das luas de Júpiter.

Desde a passagem da sonda Voyager 1 pelo local, em 1979, haviam suspeitas de que Europa possui um imenso lago de água abaixo de uma crosta de gelo em sua superfície, o que seria um local ideal para proliferação da vida, embora não necessariamente inteligente.

Como colocado na reportagem recém publicada no Portal G1, “em 1995, a sonda Galileo começou a estudar Júpiter e seu sistema de satélites, em especial a lua Europa. Para se ter uma ideia da importância desta lua e a possibilidade dela abrigar vida, quando a missão da Galileo se encerrou, a Nasa decidiu jogá-la contra Júpiter para que fosse destruída pela sua gigantesca pressão atmosférica. Isso porque, mesmo seguindo todos os protocolos de descontaminação, ninguém poderia garantir que a sonda Galileo não carregasse micro-organismos que pudessem infectar Europa, caso a sonda se espatifasse sobre sua superfície.

Analisando os dados fornecidos pela sonda, a equipe de Britney Schmidt, da Universidade do Texas, diz ter descoberto um mecanismo de fragmentação da crosta de gelo, o que é de fundamental importância para a existência da vida subaquática, pois isto daria a chance da camada de gelo permitir o recebimento de substâncias nutrientes externas.

A equipe liderada por Schmidt se concentrou em duas regiões circulares em uma imagem da Galileo, que são muito semelhantes a regiões congeladas em glaciares terrestres. Com base na observação da quebra da capa de gelo nessas regiões, a equipe de astrônomos desenvolveu um mecanismo semelhante para Europa.- Portal G1″

Essa teoria prevê  que o gelo se parta, e também demonstra como o material da superfície pode se misturar vigorosamente com o lago abaixo da superfície, podendo assim sustentar a vida abaixo.

A Nasa já estuda a possibilidade de visitar esta lua misteriosa de Júpiter, o que poderá comprovar, de uma vez por todas, de que há vida fora de nosso planeta.

n3m3

Fonte: Portal G1

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.