GAIA: Um bilhão de estrelas esperando para serem fotografadas

Tempo de leitura: < 1 min.
Concepção artística do telescópio GAIA.

O telescópio GAIA é talvez o projeto mais ambicioso já abraçado pela Agência Espacial Européia.  Agendado para ser lançado em 2013, este nova classe de telescópio espacial foi projetado para criar o mais amplo e preciso mapa tri-dimensional de nossa galáxia, a Via Láctea, por intermédio de medições de velocidades radiais e posicionais sem precedentes.  Ele deverá registrar aproximadamente um bilhão de estrelas em nossa galáxia.

Apesar deste número representar somente 1% da população estelar da Via Láctea, a missão GAIA estará olhando além das estrelas.  Seu banco de dados de informações astrofísicas trabalhará em conjunto com fotometria multi-colorida, fornecendo assim informações sobre a evolução dinâmica, química e da formação das estrelas dentro de nossa galáxia.  Como resultado de sua capacidade de varredura, o GAIA também irá capturar informações sobre asteróides, cometas, planetas extra-solares e até mesmo das temperaturas baixas e objetos de pequena massa.  Seu equipamento sensível irá também fazer a varredura das galáxias vizinhas e inspecionar meio milhões de quasares.  O GAIA irá empurra ao limite as fronteiras da cosmologia e da relatividade.

Este equipamento irá carregar um telescópio duplo, munido com dois jogos de câmeras altamente sofisticados e de precisão.

E com todo este equipamento que gera imagens enormes, será necessário que o satélite tenha uma banda para download dos dados de 5 Mbit/s.  Parece pouco para quem usa a Internet em casa, pois hoje pode-se contratar velocidades de acesso muito superiores à esta; mas devemos lembrar que este link de dados conectará o satélite até nós, por uma distância de um milhão e meio de quilômetros.

A quantidade de dados que deve ser coletada é de aproximadamente 100 terabytes, e quando todos os dados forem processados no arquivo, estamos falando de até um petabyte,” diz Giouseppe Sarri, gerente de projetos da missão GAIA.

n3m3

Fonte: www.universetoday.com

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.