Relatório diz que ‘lixo espacial’ chegou a um nível insuportável

Tempo de leitura: 2 min.
Renderização artística do lixo espacial em órbita terrestre.

Artigo publicado no site da BBC relata que cientistas nos Estados Unidos alertaram a NASA que a quantidade dos assim chamados ‘lixos espaciais’ está chegando a um nível insuportável.

Um relatório do National Research Council (Conselho Nacional de Pesquisa) diz que estes destroços poderiam causar vazamentos fatais em espaçonaves ou destruir satélites valiosos.

Isto gerou uma necessidade da criação de regulações internacionais para limitar o lixo, como também mais pesquisa sobre o uso possível de imãs ou ‘guarda-chuvas’ gigantescos para a captação dos mesmos.

O lixo inclui nuvens de fragmentos minúsculos, foguetes e satélites velhos.

Alguns modelos computarizados mostram a quantidade de lixo que órbita a Terra “alcançou  um nível insuportável, com quantidades em órbita suficientes para continuamente colidir e criar até mesmo mais lixo, aumentando assim o risco de danos às espaçonaves“, declarou o conselho de pesquisa.

As esperanças de limitar a quantidade de lixo espacial sofreu dois atrasos em anos recentes.  Em 2007, a China conduziu um teste de armamento anti-satélite, o qual destruiu um satélite meteorológico fora de uso, esmagando o objeto em 150.000 pedaços pouco maiores de 1 centímetro.

Dois anos mais tarde, dois satélites – um desativado e um em funcionamento – colidiram em órbita, criando ainda mais lixo.

Esses dois eventos dobraram a quantidade de fragmentos em órbita da Terra e completamente inutilizou o trabalho feito nos últimos 25 anos“, disse Donald Kessler, que lidera a pesquisa.

Há 22.000 pedaços de lixo grandes o suficiente para serem visualizados por radar do solo, mas objetos menores poderiam causar ainda maiores danos.

A Estação Espacial Internacional deve ocasionalmente desviar do lixo espacial, o qual voa ao redor da Terra a velocidades de até 28.164 km/h.

Em junho, pedaços de lixo espacial passaram perto da estação espacial, forçando a tripulação de seis astronautas para sua cápsula de escape, a fim de se prepararem para uma evacuação de emergência.

A situação é crítica porque o lixo que colide gera ainda mais lixo“, disse Mr. Kessleer, um cientista aposentado da NASA. “Perdemos o controle do ambiente“, disse ele.

Pelo que vemos nesta reportagem, os avistamentos de OVNIs têm ficado ainda mais comuns para os astronautas na órbita terrestre, só que não do tipo de OVNI que queremos conhecer mais a respeito.

n3m3

Fonte da notícia: www.bbc.co.uk

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.