Três “planetas anões” são encontrados próximos a Plutão

Tempo de leitura: < 1 min.
Duas imagens do sistema de Plutão, publicadas em 20 de julho de 2011. As fotos foram feitas pelo telescópio Hubble, com a lua P4 recém descoberta realçada por um círculo. A foto da esquerda foi tirada dia 28 de junho de 2011, e a da direita 3 de julho de 2011. Clique na foto para ampliá-la.

Astrônomos descobriram três pequenos mundos congelados orbitando o Sol, próximos a Plutão, na par.

Os três corpos celestes recém encontrados provavelmente são grandes o suficiente para serem arredondados, devido às suas próprias gravidades, o que significa que eles possam ser “planetas anões”, tais como Plutão.

Os cientistas os descobriram, bem como onze outros objetos, enquanto estavam fazendo um levantamento do Cinturão de Kuiper, que é um anel de corpos congelados além do planeta Netuno.

O autor do estudo, Scott Sheppard, da Instituição Carnagie de Washington, e seus colegas fizeram uma varredura do Cinturão de Kuiper, o qual está a aproximadamente 30 a 50 UA  do Sol. Uma UA, ou Unidade Astronômica, é a distância média entre a Terra e o Sol, que é de aproximadamente 150 milhões de quilômetros. Assim, estes objetos estariam à uma distância de mais de 6 bilhões de quilômetros do Sol.

Usando o telescópio Warsaw, do Observatório Las Campanas do Chile, a equipe encontrou os três objetos que parecem ser maiores de 400 quilômetros de diâmetro e ser realmente forem arredondados, serão qualificados como planetas anões.

Provavelmente não há objetos muito grandes no Cinturão de Kuiper, mas é possível que haja mais similares a estes à uma distância ainda maior.

“Pode ser que existam objetos do tamanho de Marte, o até mesmo da Terra lá fora, à centenas de UAs, os quais estariam muito distantes para serem detectados”, Sheppard disse.

n3m3

Fonte: www.livescience.com

Colaboração: Fernando Ramos

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.