Para o infinito e além: Cientistas encontraram antimatéria no espaço, que pode ser usada como combustivel

Tempo de leitura: < 1 min.
Cinturão de Van Allen.

Talvez possamos não ter nenhuma alternativa viável de fontes de combustível na Terra ainda, mas os cientistas descobriram uma alternativa no espaço.

Pesquisadores que trabalham com o satélite PAMELA – Payload for Antimatter Matter Exploration and Light-nuclei Astrophysics, (Carga Útil para Exploração de Matéria Antimatéria e Astrofísica de Núcleo de Luz, em português), descobriram a maior concentração conhecida de antimatéria próxima à Terra, entre os cinturões de Van Allen.

Os Cinturões de Van Allen são uma série de anéis na forma de rosca, os quais contêm partículas positivamente carregadas por raios cósmicos, ventos solares e do campo magnético da Terra.

Quando a antimatéria escapa dos cinturões e entra em contato com a matéria normal na atmosfera, ela é destruída em um flash de luz.

Acredita-se que essa reação possa criar energia suficiente para impulsionar uma espaçonave.

Em um estudo do Instituto para Conceitos Avançados da NASA, os cientistas discutem os benefícios do uso de antimatéria como fonte de combustível.
O potencial revolucionário desta tecnologia é devido ao fato de que as antipartículas liberam uma enorme quantidade de energia quando entram em contato com a matéria normal“, os cientistas escreveram.  “Sua densidade da energia é de duas a três vezes maior do que as reações nucleares e até dez vezes a magnitude dos melhores propelentes químicos, hoje usados em espaçonaves como o ônibus espacial“.

Certamente, da forma que as coisas andam pelo nosso planeta, necessitamos urgentemente de um combustível substituto, não só para as espaçonaves, mas principalmente para nossos veículos terrestres.  Mas não conte em abastecer seu carro com antimatéria tão logo.

n3m3

Colaboração: Alberto

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.