Pesquisador de OVNIs procurando por relatos de testemunhas

Tempo de leitura: 2 min.

Robert Hastings, pesquisador do fenômeno OVNI, durante quase 40 anos compilou mais de 120 relatos de testemunhas que dão apoio não só ao fato de que há vida lá fora no universo, mas também de que esta vida está nos visitando.

Hastings, opera o site hastings.com, e é autor do livro “UFOs and Nukes: Extraordinary Encounters At Nuclear Weapons Sites” (OVNIs e Armas Nucleares: Encontros Extraordinários em Bases de Armamento Nuclear – n3m3).

Sua pesquisa sobre estes assuntos o trouxe até a região oeste do estado de Nebraska, EUA, em dezembro do ano passado, após receber vários relatos de avistamentos de OVNIs naquela região, perto do campo de mísseis da Base Aérea F.E. Warren.  Durante sua estadia de 4 dias ele coletou testemunhos de residentes das localidades de Sidney, Potter e Kimball.
Eu tenho recebido dezenas de relatos de avistamentos da região oeste de Nebraska e do sudeste de Wyoming, perto das bases de mísseis,” Hastings disse.
Aqueles relatos sugerem que objetos voadores em forma de charuto, cilíndricos, ou triangulares têm pairado sobre as bases dos mísseis, ou foram avistados voando ou fazendo curvas em velocidades que seriam impossíveis para aeronaves de humanos.

Este é um fenômeno nacional que têm cativado as mentes e as imaginações dos estadunidenses desde, pelo menos, julho de 1947, quando o famoso caso de Roswell inundou as manchetes nacionais.

Eu comecei a investigar e entrevistar ex-militares da Força Aérea desde 1973,” disse Hastings.  “Eu senti que tinha evidência suficiente, tanto que em 1981 comecei a fazer palestras em faculdades para tornar o público ciente da realidade desta situação.

E ele continua palestrando, e mais recentemente apareceu no National Press Club em setembro de 2010 (que foi noticiado aqui no OVNI Hoje), juntamente com ex-militares estadunidenses, para uma conferência sobre a existência dos OVNIs e os interesses alienígenas nos armamentos nucleares na Terra.

“O fechamento do Projeto Blue Book em 1969 foi uma ação para desviar a atenção“, ele disse.  “Eles estavam tentando atrair a atenção da imprensa para longe do fato de que estas investigações estavam acontecendo.  O que eles não falaram – e ainda hoje não admitem – é que os casos relacionados à segurança nacional [dos EUA] nunca fizeram parte do sistema Blue Book.”

O pesquisador cita casos, como aqueles relatados da Base da Força Aérea Minot, no estado da Dakota do Norte, nos anos 60.  Relatos dizem que estranhos objetos pairavam no céu sobre os silos dos mísseis, algumas vezes criando problemas nos paineis de controle, e uma vez quase dispararam um míssil.

E Minot não está sozinha.

Sabemos que a ex-União Soviética estava tendo o mesmo tipo de problemas em suas bases nucleares“, disse Hastings.  “Após o colapso da União Soviética em 1991, um número de ex-militares sovieticos se manifestaram e começaram a discutir seus envolvimentos em incidentes similares naquele país durante a Guerra Fria.”

Um daqueles eventos ocorreu em 4 de outubro de 1982… quando um OVNI em forma discóide aparentemente pairou sobre uma base de mísseis nucleares por um longo período“, disse ele.  “A um dado momento durante o encontro, um número de mísseis nucleares foram ativados repentinamente.  Felizmente, após 15 segundos eles foram desativados.

Hastings sugere que o interesse dos extraterrestres pelo armamento nuclear se dá pelo bem-estar de todo o planeta.

Ele continua a procurar por relatos de testemunhas nesta área.  Identidades e relatos serão mantidos em segredo e só liberados com a licença das testemunhas.
Infelizmente nenhuma testemunha está disposta a se identificar nos relatos, mas eu entendo. O fator de ridicularização está vivo e saudável”, disse Hasting.”

Se você quiser relatar alguma atividade de OVNIs para Hastings, seu e-mail é ufohastings@aol.com

n3m3

Fonte: www.suntelegraph.com

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.