Perita aeroespacial e astronauta criam Tratato para manter a paz no espaço sideral

Tempo de leitura: 2 min.
Dra. Carol Rosin em palestra na Conferência em Fênix.
Dra. Carol Rosin em palestra na Conferência da MUFON em Fênix.

Consultora aeroespacial, Dra. Carol Rosin, anunciou dia 24 de fevereiro no International UFO Congress (Cogresso Internacional de OVNIs) um tratado proposto que ela desenvolveu com seus colegas, inclusive o astronauta Dr. Edgar Mitchell, para manter o espaço sideral livre de armamentos.

Proponentes desta iniciativa não só delinearam o tratado para banir armamentos no espaço, mas também para reconhecer a existência de culturas extraterrestres.

A Dra. Carol Rosin liberou o Outer Space Security and Development Treaty of 2011 (Tratado de Desenvolvimento e Segurança do Espaço Sideral de 2011), durante sua apresentação no congresso em Scottsdale, Arizona, EUA, e foi aplaudida em pé.  Ela contou com a colaboração do Dr. Scott Jones, um ex-assistente do Senador estadunidense Clairborne Pell; do astronauta do projeto Apollo, Dr. Edgar Mitchell; do ex-executivo da Boeing , Abe Krieger, bem como do comandante naval Will Miller.

Uma semana antes, a agência de notícias Associated Press cobriu uma história a respeito dos líderes do Pentágono pedindo por um reforço militar no espaço, dando ênfase da importância dos satélites em caso de guerra.  A agência reportou que o General Kevin Chilton, recentemente aposentado de um alto comando estratégico dos EUA, disse: “Precisamos pensar sobre como iremos entrar em futuros conflitos e assegurar que viraremos o campo de batalha em nosso favor.

Porém, este novo tratado aponta aos altos custos, perigos e ameaças para todos na Terra e no Espaço que provêm desse armamento espacial, enfatizando que so mesmos bloqueariam “os benefícios e oportunidades ilimitadas disponíveis para toda a raça humana nas áreas de saúde, educação, economia, segurança mútua, energia e meio ambiente, provenientes de uma iniciativa em conjunto no espaço“, como disse a Dra. Rosin.  Este tratado realça que iniciativas de paz, cooperações mundiais civis, comerciais, empresariais e militares ajudarão a resolver problemas potenciais e urgentes das necessidades humanas de meio-ambiente e energia, estimularão as economias, empregos e lucros, e construirão sistemas de segurança baseados na colaboração, ao invés do confronto.  Nações indígenas também fazem parte deste tratado que poderá se tornar lei tendo nove nações como signatárias.

Levando em consideração uma recente conferência de imprensa no National Press Club em Washington, D.C., onde oficiais militares testemunharam estar presentes quando OVNIs desativaram mísseis nucleares, o Tratado declara que, “para neutralizar mísseis ou a capacidade nuclear não é, por si mesmo, uma mensagem de ameaça, mas sim serve para alertar ao nosso limite de compreensão da física e das claras consequências da contínua utilização de tecnologias destrutivas.

A Dra. Rosin declarou: “Este Tratado clama a todos os presidentes das nações para imediatamente tornarem-se Signatários do mesmo: assinar, ratificar e enviá-lo ao escritório do Secretário Geral das ONU, que é o Depositário do Tratado.  Os participantes do International UFO Congress, bem como todos os cidadãos do mundo, podem enviar este tratado aos presidentes como um ‘Chamada para Ação’.

Segue tradução do texto introdutório do Tratado:

Tratado de Desenvolvimento e Segurança do Espaço Sideral de 2011

O Tratado de Desenvolvimento e Segurança do Espaço Sideral de 2011 estabelece uma estrutura e procedimentos para assegurar que o espaço sideral será um local neutro, do qual todos os tipos de armamentos serão banidos e do qual nenhuma ação hostil será tomada em direção à Terra e ao Cosmos.

Este Tratado convida as Nações a se tornarem Signatárias do mesmo e convida a todos, inclusive as Nações Estados, Nações Indígenas e Culturas Cósmicas a dedicarem-se ao plano e darem assistência ao desenvolvimento ordenado e à implementação de uma estrutura de trabalho e procedimentos que assegurarão e verificarão que o espaço sideral é, e permanecerá, um local neutro, no qual todas as classes de armamentos serão banidas perpétuamente.

A versão completa do tratado, em inglês, pode ser baixada do seguinte link: Tratado.

n3m3

Fonte da notícia: www.openminds.tv

Colaboração: Observador

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.