Esteja preparado para sua caça aos OVNIs

Tempo de leitura: 4 min.

Em preparação à vigília por OVNIs que ocorrera em fevereiro e março, que foi postada aqui no OVNI Hoje no dia 26 passado, e também como sugestão de nosso leitor Marcelo Lima, ao qual estamos muito gratos, preparamos uma matéria que pode ajudar a todos a obter um maior e melhor nível de agregação de dados quando estiver à caça dos OVNIs.

(Obs.: Em abril haverá outra vigília, desta vez promovida por nosso parceiro ufoportugal.blogspot.com, cujos detalhes serão publicados aqui assim que o primeiro evento esteja concluído, para que não cause confusão.)

Assim iniciamos nossas dicas divulgando aquilo que o ovniólogo Alexandre Ficheli sugeriu durante um congresso de ovniologia que ocorreu em Botucatu, interior de São Paulo, em 2008, cuja matéria original pode ser lida no  portal G1.

Ficheli, que é professor de administração de empresas em uma escola estadual paulista, fez as seguintes recomendações básicas para aqueles que desejam avistar um OVNI, o que é possível de ser feito tanto nas zonas rurais quanto urbanas.

Primeiramente ele aconselha o uso de lanterna, bússola, binóculo, conhecimento da geografia local, bem como o conhecimento básico de aeronaves (para não confundir aviões, balões e etc. com os possíveis objetos de interesse).

Ele também sugeriu que se memorize visualmente a área em que será efetuada a observação, pois, quando em zona rural, ou em mata, a paisagem natural pode confundir o observador.

É importante também que se conheça o relevo do local e saber se passam veículos tanto terrestres quando aéreos pela região.  Diz ele: “Precisa ter idéia das luzes e reflexos que vão existir em volta“.

Segundo ele, a bússola também é importante, pois, além de “sentir” a presença de OVNIs, ela também ajuda a definir de que direção o possível objeto veio, e para onde foi. “Quando um OVNI se aproxima muito, às vezes ele provoca uma perturbação eletromagnética, que faz o ponteiro [da bússola] girar sem controle“, acrescentou Ficheli.

Também explicou Ficheli que a lanterna e o binóculo servem para apontar e ver os detalhes daquilo que possa ser um OVNI.

Ele frisou que é necessário fazer uma vigília, de preferência em horário noturno, pois à noite é mais fácil de identificar objetos no céu.

Estas foram as dicas dadas pelo ovniólogo, e o OVNI Hoje, inspirado neste tema, foi à caça de mais informações que possam ajudar nossos leitores que desejam observar os OVNIs.

No site www.alieneight.com encontramos um artigo intitulado em inglês, “9 Tips for Intelligent UFO Hunting“, ou Nove Dicas para a Caça Inteligente de OVNIs, em português.

Vamos à elas:

1] Sempre esteja vigilante e nunca caia no hábito de pensar que os OVNIs só aparecem em determinados locais.  Mesmo se em áreas rurais a visibilidade seja melhor, com menos interferência das luzes da cidade, mais avistamentos ocorrem nas áreas mais populosas.  OVNIs não têm relógios; você pode ver um durante o dia, ou no meio da noite.

2] Permaneça calmo!  Sim, avistar aquilo que possa ser uma nave extraterrestre no céu pode ser empolgante e assustador.  Você deve controlar suas emoções o suficiente para que possa relatar o evento adequadamente.

3] Uma vez que encontre um OVNI, NÃO OLHE EM OUTRA DIREÇÃO!  Isto é essencial para que possa produzir seu relato.  OVNIs são notórios por seus movimentos rápidos e muitas vezes erráticos, assim o pequeno intervalo de tempo que você virar para encontrar sua câmera pode fazer com que você perca o objeto de vista.  Sempre tenha um amigo com você.  Esta segunda pessoa não só a irá fornecer informações alternativas, mas também você  poderá tratar com esta pessoa de antemão para que ela fixe os olhos no objeto enquanto você pega sua câmera.

4] Sempre mantenha por perto algum tipo de equipamento que possa registrar as imagens, seja ele uma câmera digital, telefone celular, ou filmadora.  Saiba onde ele está e como pegá-lo sem perder vistas do OVNI.  Lembre-se que o foco automático NÃO é seu melhor amigo se o objeto estiver muito longe.  Muitos vídeos de OVNIs não passam de luzes fora de foco porque a câmera fica tentando encontrar o objeto à distância.  O foco manual pode ser mais difícil de manusear, mas mesmo dois ou três quadros em foco de seu OVNI são melhores que horas de luzes fora de foco.

5] Assegure-se sempre que tenha pilhas ou baterias novas para seu equipamento.  Se for despender muito tempo à caça dos OVNIs, esteja preparado para isto.

6] Tenha certeza de que não haja nenhum obstáculo bloqueando seu campo de visão.  Veja que a tampa da lente não esteja ainda na câmera.  Não deixe que vidros de janelas atrapalhem sua vista; se estiver em um carro, abaixe o vidro; se estiver em um prédio, abra a janela.  O vidro pode causar distorções, bem como refletir luzes de outras fontes do ambiente interno, o que pode comprometer o seu vídeo, aumentando a possibilidade de alguém achar que seja forjado.  Se você estiver ao ar livre, saia detrás de galhos, folhas e linhas de força, ou qualquer outro objeto que possa bloquear sua visão do objeto em potencial.

7] Tente fornecer o máximo de informações detalhadas e precisas possíveis.  Isto pode ser feito, ou com o uso de um gravador de voz, ou por escrito.  Novamente, se tiver algum amigo consigo, uma pessoa pode ser encarregada de escrever o relatório à medida que o observador narra a história.

Algumas das melhores informações que podem ser incluídas em um relatório não são somente o que você viu, mas também o que você sentiu emocionalmente.  Mantenha-se ligado ao tempo decorrido, para que possa relatá-lo precisamente.  Determine a duração do avistamento.  Descreva as condições climáticas, pois elas podem contribuir para uma melhor compreensão do que você pode ter avistado.  Inclua vento, nuvens, Lua, planetas, luzes no solo, ou qualquer outra informação que você possa ter visto na área.

Descreva sobre o possível som que o objeto possa ter emitido, sua forma, cor, padrões de luzes, movimentos, e quaisquer outros detalhes detectados.  Use metáforas comparativas para melhor descrever o que viu.  Tente determinar o tamanho da nave e a velocidade que estava se movendo.  Esta é a parte mais difícil do relatório pois pode não haver quaisquer pontos de referências por perto.  Uma possibilidade é a de determinar o quanto tempo o objeto demorou para cobrir um determinado arco no céu.  Se estiver voando baixo ou vier próximo de objetos que possam ser usados como referência, descreva como ele aparentava em relação a estes objetos.

Inclua os nomes de todas as pessoas que testemunharam o avistamento com você.  Se possível, peça que eles escrevam suas próprias observações.   Faça cópias dos relatórios e de quaisquer fotografias ou vídeos tomados.  Não entregue sua única cópia desta prova para ninguém.  Guarde os originais em um lugar seguro.

8] Não presuma que toda a informação que você pode agregar é conseguida somente durante o avistamento.  Observe a área após o avistamento para determinar se há qualquer atividade fora do normal, como por exemplo: aviões caças apareceram para perseguir o objeto?  Mesmo nos dias posteriores ao avistamento, haveriam pessoas que não deveriam estar por lá rondando o local para observar a área ou ficar de olho em você?  Este tipo de comportamento tem sido observado após relatos de avistamentos de OVNIs.

9] A menos que o fato de ser o primeiro a relatar um avistamento de OVNI seja sua consideração mais importante, não se afobe e faça alguma pesquisa pós avistamento.  Ao invés de chamar a polícia histericamente, confira com a polícia, ou aeroportos, calmamente perguntando se outras pessoas estão relatando avistamentos estranhos.  Investigue os sites de avistamento de OVNIs na Internet para ver se outros estão falando a respeito de outros avistamentos próximos de onde você está, ou se algum avistamento ocorreu na mesma noite em outro local, mas parece ser do mesmo objeto que você avistou.  Isto não só lhe ajudará a compreender o seu avistamento, mas os dados pertinentes podem lhe ajudar a confirmar o OVNI, ou salvá-lo do embaraço de relatar algo que tenha sido explicado como um objeto normal que foi mal-identificado.

Ao habituar-se a observar o mundo a sua volta, você poderá ter resultados positivos de uma forma mais abrangente do que somente uma mera foto de um OVNI.  Aprender a observar tudo em sua volta pode ajudá-lo a manter-se melhor informado, bem como mais capaz de evitar ameaças mundanas, como a de um carro derrapando em sua direção, etc.

Boa caça a todos!

n3m3

Fontes: g1.globo.comwww.alieneight.com

Colaboração: Marcelo Lima

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.