Hackers atacam PayPal, banco suíço e a MasterCard em defesa ao Wikileaks

Tempo de leitura: 2 min.

Publicamos esta notícia que não é diretamente relacionada ao tema deste blog, pelo fato do Wikileaks possivelmente estar por liberar informações sobre os OVNIs, de acordo seu fundador Julian Assenge .  Logo, qualquer fato que possa afetar àquele site dedicado à publicação de segredos, torna-se de suma importância para todos os interessados na ufologia / ovniologia.

De acordo com o site gawker.com, um grupo anônimo de hackers afiliados ao 4chan, declarou guerra aos inimigos do site Wikileaks, com a “Operation Avenge Assange” (Operação Vingar Assenge) sendo seus primeiros alvos o site PayPal, que não irá facilitar doações para o Wikileaks,  o PostFinance – um banco suíço que congelou as contas de Julian Assange e a MasterCard.

Em seu panfleto, o 4chan declara: “Nos temos a chance de lutar a primeira “infowar” (guerra da informação) já lutada…  …PayPal é o inimigo… …Enviem cartas aos seus deputados! Protestem! Votem para Assenge ser o ‘Time Person of the Year’ (Personalidade do Ano do Time Magazine)”.

Pamfleto liberado pelo grupo de hackers

Aparentemente os ataques ao PayPal não surtiram efeito, porém o banco suíço não teve a mesma sorte, pois ficou fora do ar por aproximadamente 24 horas.

O site da MasterCard ficou fora do ar por pelo menos duas horas nesta quarta-feira.

Se o fato de Assenge acelerar a divulgação de documentos a respeito dos OVNIs devido à sua atual situação, não sabemos.  Mas certamente esta situação está se tornando cada vez mais interessante.

Enquanto isto, Assenge ainda segue detido, sem chance de fiança.

n3m3


AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.